Noteworthy Information

[Simple] Amazon fined €746 million for GDPR privacy violations

Amazon announced that it has been fined 746 million euros for violating the EU's General Data Protection Regulation (GDPR) rules on how to process personal data. The notice, buried within the latest SEC filing from Amazon, said the decision was made by the Luxembourg National Commission (CNPD) for Data Protection on July 16. Alongside the fine, Amazon said the decision also imposes "corresponding practice revisions."

Amazon é multada em 746 milhões de euros por violações à GDPR relativas à privacidade

A Amazon anunciou que recebeu uma multa no valor de 746 milhões de euros por violar o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia no que diz respeito ao processamento de dados pessoais. O anúncio, escondido no último registro enviado pela Amazon à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA , afirmava que a decisão havia sido tomada pela Comissão Nacional para Proteção de Dados no dia 16 de julho. Juntamente com a multa, a Amazon afirmou que a decisão também impõe "revisões de práticas correspondentes".

[Simple] 533 million Facebook users' phone numbers and personal data have been leaked online

The exposed data includes the personal information of over 533 million Facebook users from 106 countries, including over 32 million records on users in the US, 11 million on users in the UK, and 6 million on users in India. It includes their phone numbers, Facebook IDs, full names, locations, birthdates, bios, and, in some cases, email addresses.

Números de telefone e dados pessoais de 533 milhões de usuários do Facebook foram vazados online

Os dados expostos incluem dados pessoais de mais de 533 milhões de usuários da rede social em 106 países, incluindo mais de 32 milhões de registros de usuários nos EUA, 11 milhões no Reino Unido e 6 milhões na Índia. Os registros incluem números de telefone, identidades do Facebook, nomes completos, localizações, datas de nascimento, bios e, em alguns casos, endereços de e-mail.

[Simple] Yuval Noah Harari: Lessons from a year of Covid

In a year of scientific breakthroughs — and political failures — what can we learn for the future?

[Simple] Yuval Noah Harari: Lessons from a year of Covid

In a year of scientific breakthroughs — and political failures — what can we learn for the future?

 Yuval Noah Harari: Lições de um ano com COVID-19

Após um ano de avanços científicos - e falhas na política - o que podemos aprender  para o futuro?

[Simple] Tim Cook May Have Just Ended Facebook

“If a business is built on misleading users on data exploitation, on choices that are no choices at all, then it does not deserve our praise. It deserves reform.”

[Simples] Tim Cook pode ter acabado de encerrar o Facebook

“Se uma empresa se baseia em enganar os usuários sobre a exploração de dados, em escolhas que não são opções, então ela não merece nosso elogio. Ele merece reforma. ”

[Simple] Tech giants join China as superpowers calling the shots

Australia is presently embroiled in two major showdowns with superpowers. One is with China. The other is with Google and Facebook.

[Simples] Gigantes da tecnologia juntam-se à China como superpotências comandando os tiros

A Austrália está atualmente envolvida em dois grandes confrontos com superpoderes. Um é com a China. A outra é com Google e Facebook.

Amazon: como Bezos construiu sua máquina de dados

As pessoas adoram conveniência e a Amazon prosperou obcecada em como antecipar nossos desejos antes mesmo de estarmos cientes deles. Aqui está uma coluna de notícias muito detalhada sobre como e por que a Amazon coleta dados sobre você.

Amazon のベゾス氏はどのようにしてデータマシンを構築したのか

人間は便利さが大好きで、Amazon は私たちが意識する前に私たちの欲求を先取りする方法にこだわることで繁栄してきました。ここでは、Amazonがどのようにして、なぜあなたに関するデータを収集しているのかについて、非常に詳しいニュースコラムを紹介しています。

Amazon: How Bezos built his data machine

People love convenience and Amazon has prospered by obsessing about how to anticipate our wants before we’re even aware of them. Here is a very detailed news column on how and why Amazon collects data about you.

IBM ends all facial recognition business as CEO calls out bias and inequality

IBM CEO Arvind Krishna announced today that the company would no longer sell facial recognition services, calling for a “national dialogue” on whether it should be used at all.

IBM encerra todos os negócios de reconhecimento facial, enquanto CEO fala sobre preconceito e desigualdade

O CEO da IBM, Arvind Krishna, anunciou hoje que a empresa não venderia mais serviços de reconhecimento facial, pedindo um "diálogo nacional" sobre se deve ou não ser utilizado. Ele também expressou apoio a um novo projeto de lei com o objetivo de reduzir a violência policial e aumentar a prestação de contas.

Recover from the Impact of the Covid-19 Crisis

This is a brilliant resource for business owners to help with COVID planning and impact minimisation.